Archive for the ‘Blogosfera’ Category

Novidades

Como é bom voltar a escrever! O Eterno Aprendiz atravessou um longo período de abandono, como todos podem notar.
Me envolvi com algumas atividades extras e acabei por não gerenciar muito bem o tempo. Estudos, cursos, academia, livros… Sacrifiquei as horas ao PC e me tornei um desatualizado. E um desatualizado não tem nada de interessante para compartilhar.
Pois bem, as férias chegaram. Aproveitei o tempo livre para correr atrás dos projetos pessoais.
E um deles, que estava no papel há muito tempo, agora está prestes a se concretizar. Trata-se de um novo blog, enfocado somente em música, a maior das minhas paixões. Junto a alguns amigos, terei o prazer de registrar minhas opiniões sobre o assunto, recomendar novos artistas e aceitar recomendações dos leitores.
Será mais uma boa experiência que terei com projetos para a Web, dessa vez, trabalhando em equipe com pessoas que conheço há anos e sei que possuem muito conhecimento a compartilhar.
Assim que as novidades forem chegando, não deixarei de avisá-los.
E, como todo eterno aprendiz, estou sempre buscando melhorar: aproveitarei o ímpeto de um novo blog para dar uma nova força para o antigo. Prometo, perante a todos vocês, postar aqui com mais assiduidade.
Um grande abraço a todos os leitores e assinantes, principalmente.

Como é difícil manter um Blog ativo!

Nunca pensei que o sucesso viria sem esforços, é claro. O segredo, para tudo, é sempre 10% de inspiração e 90% de transpiração. Aprendi essa lição desde cedo através de meu pai e pretendo levá-la comigo para o resto da vida.
Porém, foi justamente este o problema que enfrentei, nos últimos 30 dias: não tive tempo para transpirar. O pouco que produzi (cerca de três rascunhos) se resume a alguns parágrafos inspirados que não tiveram a oportunidade de serem melhor aproveitados.
Os motivos da falta de tempo são comuns a muitas pessoas: estudos, trabalho e problemas familiares.
Mas, essa experiência de abandono que o Blog sofreu me permitiu chegar a uma conclusão: não posso continuar o projeto sozinho! Adoraria poder, mas, já tenho responsabilidades e deveres suficientes.
Alguns antigos aliados já foram cotados para a vaga de redator. Posso adiantá-los que novidades estão por vir.
E enquanto não posso revelar meus planos, me limito a desculpar-me pelo tempo ausente e a agradecer àqueles que, por algum momento, pensaram o que teria acontecido comigo.
Um grande abraço do Gob.

Snap e WordPress

Em minha habitual visita periódica ao meu próprio blog, passo o mouse em cima de um dos links e… epa! O que aquele balãozinho chato e sem utilidade do Snap está fazendo ai?
Rapidamente faço logon no WordPress e me deparo a seguinte notícia:
“After the overwhelming response to our last entry about Snap, we’ve decided to make it available for everyone.
It should also now work for comments (which is really cool) and your blogroll.
It’s now available for everyone, of course if you don’t want it on your blog you can uncheck the box in Presentation > Extras to deactivate it.”

É… Apesar de ser um recurso a mais para os blogueiros do WordPress, não sei se a equipe acertou na adição desta ferramenta.
Um dos meus blogueiros-ídolos, Aldemir, já criou uma boa polêmica, buscando ao menos uma utilidade para os serviços de screenshots.
E eu estou com ele. Não gosto, acho demorado e totalmente supérfluo. No Eterno Aprendiz, esteve por pouco tempo.

Sem revisão

Mãee, a professora me pegou no YouTube

– Crianças, agora vou passar a vocês a tarefa de casa: cada um de vocês deverá criar uma redação, sobre a matéria aprendida hoje, e publicá-la em seu blog. No mínimo 15 linhas, em Verdana, tamanho 12 pixels.
– Professora, é pra quando?
– Amanhã, pouco antes de começar as aulas, atualizarei meus Feeds dos blogs da classe. Agendarei uma conversa no Google Talk com os pais dos alunos que não tiverem feito.
– Vale nota, fessora?
– Vou corrigir e dar nota através de um comentário. Os autores dos cinco melhores textosterão seus blogs adicionados ao meu del.icio.us, o que conta como ponto positivo.

Através desse diálogo que criei, tentei representar o valor que os blogs e, sobretudo, a Internet terão na educação, em alguns anos.
Na minha quarta série do ensino fundamental, vivenciei algumas experiências com a interação da educação com a informática. Lições on-line eram freqüentemente publicadas no site da minha escola. Nós, os alunos, deveríamos ir até lá, ver o que deveria ser feito e entregar, no dia seguinte, uma folha com as respostas.
Mas então vinham os problemas:

  1. A maioria não tinha banda larga, nem todos tinham acesso a Internet e alguns nem um computador possuíam (Era Pré-lan-housica);
  2. Receber a tarefa on-line e entregá-la off-line, em um papel qualquer, não fazia sentido algum. Totalmente contraditório;
  3. Era extremamente trabalhoso entrar no site, logar-se e achar o ítem “tarefas”, para muitos que ainda estava iniciando sua caminhada rumo a inclusão digital.

Talvez por esses motivos essa prática tenha durado apenas um ano na minha antiga escola. Mas, apesar de muito mal pensado, o projeto tinha uma certa visão futurista. Transporte-o para o futuro, daqui a quinze, dez, cinco anos. Todos os alunos já teriam nascido lendo blogs, mexendo no Photoshop e jogando Ragnarok. Ninguém teria problemas com a Internet (que já teria o seu nome alterado para Google Internet Beta).
Com um pouco de imaginação e um bom planejamento, escolas poderiam ser criadas baseadas nesses princípios. Poderiam ser criadas? Poderão! Serão! Na verdade, são! Imaginem como seria assistir aulas por videoconferências, trocar seu caderno por seu Notebook, abrir o MSN ao invés de mandar bilhetinhos, …
E você, o que acha desse assunto? Adoraria ler algumas opiniões a respeito.

Nunca tive um blog

Tempos atrás, na época pré-fotológuica, quando ninguém sequer imaginava a futura criação de uma grande (e fútil) rede de relacionamentos como o Orkut, os Blogs se tornaram práticas formas de publicação própria na Internet.

Nessa época,

  1. o maior serviço de hospedagem gratuita era o HPG;
  2. assistir a vídeos na internet era uma das tarefas mais difíceis
  3. os poucos brasileiros usuários de Banda-Larga usavam ICQ e
  4. o uso de um Blog era unicamente como “Diário Virtual” (salvo raras excessões).

Templates eram distribuídos em serviços de auxílio aos blogueiros, com aparências cada vez mais chamativas, coloridas, temáticas, espaçosas. Códigos HTML e javascript (encontrados da mesma forma) traziam a qualquer espaço livre uma porção de LIXO.

É impossível descrever a aversão que me causa esse conceito de Blog. Felizmente, esse imagem não é mais válida. Consolidando-se como uma forma de opinião, de expressão, de liberdade, atualmente, existem com conteúdos diversos, feitos por pessoas inteligentes que deixaram de contar suas últimas atividades (para receber comentários de amigos) e agora atraem visitantes através de um bom conteúdo (para desfrutar do faturamento de capital).

Se caso você acompanha ou acompanhou esse processo de evolução, nenhuma novidade por mim foi dita, me perdoe. Mas, aos que, como eu, pararam no tempo e ainda tinham esse conceito fixado na mente: abra seus olhos.